(85) 99681-5505 / (85) 98618-6345

(85) 99681-5505 / (85) 98618-6345

Dieta sem Glúten

O glúten é uma proteína que fornece viscosidade aos alimentos. Algumas pessoas são intolerantes a essa substância e desenvolvem um tipo de inflamação. Essas pessoas são as portadoras da chamada Doença Celíaca e por isso, é obrigatória a identificação nas embalagens de qualquer alimento sobre a presença ou não do glúten na composição. Famosas como Juliana Paes, Camila Morgado, Luciana Gimenez e Alice Braga são algumas das brasileiras que aderiram a essa dieta e não poupam elogios. Entre as famosas estrangeiras que aderiram a esse sucesso estão Halle Berry, Rachel Weisz e Miley Cyrus.

Dieta sem Glúten

Como é a dieta sem Glúten

O glúten está presente em praticamente todos os carboidratos que encontramos no dia a dia como pães, biscoitos e massas, nem o chocolate escapa. Ele não tem nenhum valor nutricional e também está livre das temidas calorias. Mas porque é tão rejeitado? Tanto para os portadores da doença celíaca como para os que estão livre dela, o glúten causa inflamação no sistema digestivo que pode levar a diarreias constantes e ganho de peso.

Dieta sem Glúten

Acaba que, a dieta sem glúten acaba sendo parecida com a dieta de restrição em carboidratos, pois a maioria desses alimentos contém a substância. Então, quem segue a dieta deixa de ingerir uma série de alimentos extremamente calóricos, que iam acabar se acumulando em forma de gordura.

Desvantagens da dieta sem Glúten

Dieta sem Glúten

O maior desafio que os seguidores da dieta enfrentam é o de conseguir substitutos para a farinha de trigo que é utilizada em boa parte dos alimentos que consumimos. Pensando não apenas nessas pessoas, mas também nas que possuem intolerância à proteína, alguns restaurantes no Rio de Janeiro e em São Paulo já têm em seus cardápios pratos sem glúten e o mercado cresce a cada dia. Empresas como A Mundo Verde (com mais de 170 lojas espalhadas pelo Brasil) já conta com 3 mil itens que não contém a proteína. Nos Estados Unidos, a dieta sem glúten já tem milhares de adeptos e foi criado um plano de marketing exclusivo com o nome de “gluten-free market”.

Dieta sem Glúten

Doença Celíaca

Quem possui a doença é portador de um gene que envia informações para o sistema imunológico produzir um anticorpo próprio para atacar o glúten. A atriz Isis Valverde descobriu que era portadora da doença com 19 anos, sentia dores e até queda de cabelo. Depois que retirou a proteína da dieta nunca mais teve esse tipo de problema. Os principais sintomas da doença são:

  • diarreia crônica;

  • desnutrição;

  • fadiga;

  • perda de massa óssea;

  • anemia;

  • dificuldade do organismo em absorver os nutrientes dos alimentos;

  • pode provocar problemas do crescimento em crianças;

gluten4

Existem também pessoas que não possuem a doença celíaca, mas com o passar dos anos podem desenvolver uma certa sensibilidade a essa proteína e acabar acumulando anticorpos da mesma forma como se tivesse a alteração genética. Ocorre uma reação alérgica tardia e isso é muito mais comum do que a doença celíaca em si, na qual a estimativa é que um a cada 214 brasileiros sejam portadores. A proteína é encontrada em três alimentos: trigo, cevada, centeio e malte.

Vantagens da Dieta sem Glúten

A eliminação do glúten na dieta permite uma silhueta muito menor e uma perda de peso de modo geral. A perda de gordura se dá, principalmente na região abdominal por conta da redução de carboidratos simples. Um ponto interessante que está sendo estudado é como a ingestão de grande quantidade de carboidratos leva a comer sempre mais, aumentando a compulsão alimentar. Sem o glúten da dieta é possível obter diversas vantagens:

Dieta sem Glúten

  • redução do inchaço abdominal;

  • melhor funcionamento do intestino;

  • reduz a compulsão alimentar;

  • mudança no metabolismo com aumento do gasto calórico;

  • sensação de saciedade por mais tempo;

Hoje em dia as pesquisas estão avançando cada vez mais, porém ainda não foi encontrada uma cura para a doença. Está em teste uma vacina chamada Nexvax2 e tem como objetivo reduzir a sensibilidade à proteína. Um medicamento também está sendo pesquisado para bloquear a interleucina. Ela é a responsável, indiretamente, por ativar os anticorpos contra o glúten e causar a intolerâcia. Pessoas com histórico familiar da doença, portadores da diabetes tipo 1, doenças autoimunes e portadoras da Síndrome de Down são as mais propensas para desenvolver a doença celíaca.

Positive SSL