(85) 99681-5505 / (85) 98618-6345

(85) 99681-5505 / (85) 98618-6345

Festas de Final de Ano e Saúde Mental

Faz-se até piadas com as brincadeiras e questionamentos que, anualmente, sempre retornam, principalmente em épocas de festas de final de ano, em que muitas pessoas se reencontram.
Um final de ano festivo pode ser uma ótima oportunidade para celebração da vida, de vínculos, amizades, de renovação de votos entre as pessoas, enfim, pode ser uma oportunidade excelente de confraternizar junto aos mais próximos.
Do mesmo modo, também pode revelar uma outra face: a discriminatória, a que pode causar constrangimentos ou funcionar como causadora de conflitos.

A Revista Super Interessante escreveu uma matéria bacana, que ilustra tais situações e que sempre é válido pontuar: caso tenha algum membro de sua família, amigo, conhecido, enfim, caso esteja próximo de alguém que esteja em adoecimento mental, não banalize o que esta pessoa sente, não diminua, não relativize, não traga as vivências da pessoa para seus referenciais de boa vida e felicidade. Lembre que cada um de nós somos únicos e sentimos e reagimos à vida de forma única. O que vale para você não necessariamente vale para o próximo.
A melhor forma de “ajudar” esta pessoa, caso seja de seu interesse, é incentivando-a a procurar auxílio profissional ou incentivando-a a permanecer em seu tratamento, caso ela já o tenha iniciado.
Dar exemplos de outras pessoas ou indicativos de como você acha que ela pode melhorar pode servir para você, mas para ela, não. E mais: ouvir seus argumentos e pontos de vista sobre o adoecimento pode ser mais um fator estressor na vida de quem já está em sofrimento psíquico, portanto, é indicado que seja evitado.

Confira a matéria da Revista Super Interessante, escrita em linguagem bem acessível:
Bruno Sampaio.

Powered by WPeMatico

Positive SSL